Frente Parlamentar pela Família tem apoio de vários segmentos da sociedade

Leobark-5351

Mais de 600 pessoas participaram da solenidade de lançamento da Frente, na Câmara Legislativa. Secretários, autoridades eclesiásticas e movimentos sociais estiveram presentes

Com o plenário e galeria lotados, a Câmara Legislativa lançou nesta terça-feira (9), a Frente Parlamentar pela Família. A iniciativa de autoria da deputada Sandra Faraj (SD), que visa criar um espaço político para discutir e propor ações que fortaleçam a instituição da família foi ovacionado por mais de 600 pessoas, que participaram da solenidade

Entre os participantes, o secretário de Educação, Júlio Gregório; o secretário do Desenvolvimento Humano e Social, Marcos Pacco; o administrador de Taguatinga, Ricardo Lustosa; o suplente de Senador e pastor Fadi Faraj; o coordenador da Pastoral da Família, Padre Ricardo Carvalho; além de vários conselheiros tutelares.

“O Estado já entendeu que precisa fortalecer os vínculos com as famílias pra combater vários problemas sociais como a drogadição, a violência doméstica, evasão escolar. Nesse sentido, a iniciativa da deputada Sandra Faraj é muito importante porque vem somar aos nossos esforços. Saibam que estamos juntos nesse processo, podem contar conosco”, afirmou o secretário Marcos Pacco.

A deputada Sandra Faraj destacou que pautará seu mandato em defesa da família. “Hoje, com essa Casa cheia, tenho mais convicção que estamos no caminho certo”, afirmou a parlamentar.

Já o secretário de Educação, Júlio Gregório, enalteceu o importante papel da família e destacou que sem a presença dela, a escola será sempre derrotada.” Os pais devem participar de perto das atividades dos filhos. A escola não será capaz de dar às crianças os ensinamentos que elas precisam. Se não houver a presença da família, o futuro destas crianças e jovens estará prejudicado.

A nova frente vai concentrar suas atividades em temas como dependência química, violência doméstica, evasão e abandono escolar, pedofilia, adoção, resgate dos valores sociais e éticos da família. Estão previstos uma série de ações como audiências públicas, apresentação de projetos legislativos, debates e visitas a órgãos dos poderes locais e federais.

 

 

 

Veja Também

Participe Comentando

' .