Empresários ganham apoio da CLDF

frenteDeputados criam Frente Parlamentar em Defesa do Setor Produtivo. Integrante do colegiado, Sandra Faraj cobra do governo projeto para desburocratizar a liberação de alvarás

Nesta segunda-feira (22/6), a Câmara Legislativa do Distrito Federal lançou oficialmente a Frente Parlamentar em Defesa do Setor Produtivo. O colegiado vai trabalhar de maneira propositiva, buscando projetos e iniciativas que ajudem o setor a enfrentar a crise econômica. “Não podemos deixar de lado um setor que emprega e gera riquezas para nossa cidade”, afirmou a deputada Sandra Faraj (Solidariedade), segunda-secretária daquela frente parlamentar.

Durante pronunciamento na Casa, Sandra afirmou que os parlamentares estão unidos em nome do crescimento e desenvolvimento da cidade. “Há muitos anos deixamos de ser uma cidade meramente administrativa, cheia de funcionários públicos. Brasília é produtiva e tem potencial para crescer, gerar empregos e renda. Temos de incentivar isso”, avaliou.

Para a parlamentar, o grande problema enfrentado pelo setor produtivo hoje é a questão da dificuldade na emissão de alvarás e habite-se. “É deprimente andar pela Avenida Comercial em Taguatinga e ver centenas de lojas fechadas. Na Avenida W3, a mesma coisa. A cidade tem de caminhar para crescer. O governo tem de fazer logo o projeto de lei com o novo código de edificação para facilitar a questão dos alvarás”, afirmou.

A Frente Parlamentar em Defesa do Setor Produtivo tem o apoio manifestado de 14 deputados distritais. De acordo com a presidente da Casa, Celina Leão, o colegiado deverá se reunir pelo menos uma vez ao mês.

Veja Também

Participe Comentando

' .