CPI do Transporte Público vai analisar documentos antes de fazer convocações

image_gallery2Instalada na última quinta-feira (14), a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Transporte Público realizou hoje (20) sua primeira reunião. A portas fechadas, foi definido o plano de trabalho do colegiado, que vai se reunir semanalmente, às segundas, às 15h. Já no próximo encontro, no dia 25, os deputados devem começar a analisar os primeiros documentos. Conforme explicou o presidente da comissão, deputado Bispo Renato Andrade (PR), somente após a análise documental serão definidos os nomes a serem convocados.

“É natural que, quando se for ouvir, os primeiros convocados sejam as pessoas que conduziram o processo de licitação”, adiantou o relator Raimundo Ribeiro (PMDB). O deputado Ricardo Vale (PT), no entanto, avalia que isso é “em teoria”: “Pode ser que, depois da análise, não seja nessa ordem”. O relator defendeu que as informações estejam “niveladas” entre todos os integrantes da comissão, para se tomar uma decisão unânime dos nomes a serem convocados e da ordem das convocações.

Entre os materiais a serem analisados inicialmente estão o edital de licitação e os documentos das empresas. Para o trabalho, a comissão vai contar com a colaboração de procuradores, consultores da Casa e outros técnicos. “Vamos fazer uma análise extremamente técnica, para a CPI não ser um jogo político”, afirmou Bispo Renato Andrade.

Após a reunião, o presidente também anunciou a criação de um Disque Denúncia, para colher informações ou fatos novos de quem quiser contribuir com a investigação. “As pessoas têm o direito de serem ouvidas, já que o assunto interessa a todos”, explicou Andrade. O número deve ser divulgado nos próximos dias.

CPI – A CPI do Transporte Público vai investigar supostas irregularidades na última licitação das empresas de ônibus realizada pelo GDF, em 2012, que resultou na redução do número de veículos em circulação. A comissão tem prazo de 180 dias, renováveis por mais 90, para apresentar relatório sobre a matéria.

Fazem parte da comissão os deputados Bispo Renato Andrade (presidente), Raimundo Ribeiro (relator), Sandra Faraj (SD), Ricardo Vale e Rafael Prudente (PMDB).

Denise Caputo – Coordenadoria de Comunicação Social

Veja Também

Participe Comentando

' .