CCJ aprova criação de Banco de Empregos para Mulheres Vítimas de Violência

pl334Projeto da deputada Sandra Faraj visa estimular mulheres em situação de risco a conseguir uma colocação no mercado de trabalho

Com o objetivo de proteger e amparar mulheres vítimas de violência doméstica, a deputada Sandra Faraj apresentou o Projeto de Lei nº 334/2015, que cria no Distrito Federal um banco de empregos exclusivamente voltado para elas. Na manhã de ontem (19/09), a Comissão de Constituição e Justiça da CLDF aprovou a proposta.

“Muitas mulheres permanecem sob agressão por medo e porque estabeleceram uma relação de dependência psicológica e financeira, que as impede até mesmo de denunciar o crime. Com a criação do banco de empregos queremos estimular a reinserção social delas no mercado de trabalho”, explica Sandra Faraj.

O texto do projeto destaca que os critérios para utilização do banco de empregos serão definidos pelo Poder Executivo juntamente com os órgãos de trabalho e desenvolvimento social. A proposta segue agora para apreciação do plenário.

Veja Também

Participe Comentando

' .